Setor de metalurgia tem baixa e puxa queda de 3% da indústria no ES

09/11/2017
Imagem retirada de https://www.gazetaonline.com.br/noticias/economia/2017/11/setor-de-metalurgia-tem-baixa-e-puxa-queda-de-3-da-industria-no-es-1014106669.html
Imagem retirada de https://www.gazetaonline.com.br/noticias/economia/2017/11/setor-de-metalurgia-tem-baixa-e-puxa-queda-de-3-da-industria-no-es-1014106669.html

Após registrar a maior alta dos últimos 12 meses em agosto (6,8%* na comparação com julho), a produção da indústria no Espírito Santo voltou cair, com queda de 3% em setembro quando comparado ao mês de agosto, de acordo com pesquisa do IBGE divulgada nesta quarta-feira (8). O Estado foi o que obteve o pior resultado no cenário nacional, que ficou com uma média de 0,2% de crescimento no período.

De acordo com o relatório da pesquisa, na comparação com setembro de 2016, a queda de 11,3% nas atividades do setor de metalurgia, principalmente entre os itens bobinas a quente de aços ao carbono e tubos flexíveis, e de 3,6% entre as indústrias extrativas, sobretudo no item óleos brutos de petróleo, foram os principais responsáveis pelo desempenho ruim do Espírito Santo.

Por outro lado, assim como no mês anterior, a indústria de alimentos aumentou em 13,5% sua produção, impulsionada pelo crescimento na fabricação de açúcar cristal. A produção de carnes de bovinos frescas ou refrigeradas e massas alimentícias secas também contribuíram para o aumento.

De janeiro a setembro, a indústria capixaba registra um avanço de 3%, com desempenho positivo de quatro dos cinco setores pesquisados. Produtos alimentícios (12,6%); indústrias extrativas (3,8%); celulose, papel e produtos de papel (2,5%). O resultado negativo fica por parte do setor de produtos minerais não-metálicos (-4,2%), pressionado especialmente pela menor produção de granito talhado ou serrado.

*Em outubro, o IBGE havia divulgado alta de 7,5% entre agosto e julho, mas retificou este número para 6,8%.

Fonte: Gazeta Online